logo mobile thiago site cirurgiao trauma

Fratura do Joelho (plato tibial)

Uma fratura na região proximal da tíbia que acomete a articulação do joelho é chamada de Fratura do Platô Tibial. Ela recebe esse nome pois a superfície articular proximal da tíbia é plana como a região de um planalto.

 

Pode ocorrer pelo estresse (quebras menores devido a atividade excessiva como correr ou pular) ou de um osso já comprometido (como na osteomalacia, osteoporose, câncer ou infecção). A maioria, no entanto, são o resultado de um trauma agudo.

 

Os jovens experimentam essas fraturas muitas vezes como resultado de uma lesão de alta energia, como uma queda de altura considerável ( quedas de altura, Paraglider, Parapente, asa delta ou traumas relacionados com esportes e acidentes com veículos motorizados)

 

As pessoas mais velhas ou com ossos de menor qualidade geralmente necessitam apenas de lesões de baixa energia (queda de uma posição de pé ou torcer o joelho ao descer uma escada) para criar essas fraturas.

 

O tratamento das fraturas do platô tibial pode ser de forma conservadora ou cirúrgica, sendo indicada a forma conservadora (não cirúrgica) nas fraturas sem desvio ou com desvio mínimo e para pacientes sem condições clínicas de serem submetidos ao tratamento cirúrgico. No tratamento cirúrgico, o objetivo é a reconstrução da superfície articular, seguida pelo restabelecimento do alinhamento tibial.

emergencia-png-3.png

Emergência de Fratura